Como se Manifesta a Celulite Infecciosa

Saiba o que celulite infecciosa, as causas e como tratar de forma rápida e definitiva.

Artigo publicado por Lilian Santana nas categorias: Tipos

Adeus Celulite

Qual mulher gosta de ter celulite? Nenhuma. Quase 100% da população feminina é portadora dessa verdadeira “praga” que nos ronda e livrar-se dela é uma batalha árdua e infinita. A celulite comum ou fibroedema gelóide é caracterizada pelo aspecto de casca de laranja ou colchão de ovo e afeta a região do tecido adiposo, localizado logo abaixo da derme. Mas nesse momento vamos falar de um tipo mais grave de celulite: a infecciosa.

O que é Celulite Infecciosa?

Ela é bastante grave, podendo ter o prognóstico fatal e é causada por bactérias como a estafilococos e estreptococos. Eles entram no nosso organismo através de algum tipo de porta que está aberta como uma ferida, uma espinha ou até mesmo uma unha encravada pode ser a passagem ideal para nosso corpo. As bactérias podem se espalhar rapidamente, principalmente após adentrar na corrente sanguínea ou nos vasos linfáticos.

Celulite Infecciosa

Predisposição

Existem alguns fatores desencadeantes que podem acelerar e ajudar no aparecimento da celulite infecciosa, como os hormônios na puberdade (o estrógeno é o principal). Outros fatores que podem ter bastante influência são: o hereditário, sexo e biótipo corporal. Fatores ambientais podem ter uma grande parcela de culpa para o desencadeamento da doença como alimentação inadequada, sedentarismo, estresse, remédios e gravidez.

Regiões do corpo mais afetadas e gravidades severas:

  • Pernas
  • Pés
  • Rosto

A celulite infecciosa se torna ainda mais grave quando atinge o rosto, devido ao fato de poder desencadear lesão ocular e meningites bacterianas. Outras complicações acontecem quando há estouro das bolhas provocando necropsia do tecido ou quando o caso atinge infecção generalizada do sangue, fazendo com que o quadro possa evoluir a pontos críticos levando a óbito.

Sequelas que podem ocorrer:

  • Distúrbios na circulação
  • Manchas
  • Inchaço

Prevenção:

  • Manutenção da Higiene;
  • Cuidar bem da pele;
  • Usar cremes hidratantes para evitar rachaduras na pele e penetração de bactérias nessas vias.

Sinais e Sintomas

Os sinais e sintomas que surgem com o aparecimento da patologia são os primeiros indicativos. As principais manifestações clínicas são os sinais clássicos da inflamação:

  • Dor
  • Calor
  • Vermelhidão
  • Inchaço.

Já nas manifestações sistêmicas os sintomas são:

  • Febre
  • Dor de cabeça
  • Aceleração da respiração
  • Vômito
  • ou até mesmo convulsão.

Como diagnosticar

Inicialmente são realizados exames laboratoriais comuns que não apresentam especificidade, mas seu diferencial está na contagem de leucócitos na série branca que está alterada. As hemoculturas, com material puncionado diretamente do local afetado, não costumam dar altas taxas de positividade, não sendo um exame definitivo. Exames de imagem também fazem parte do diagnóstico como a ultrassonografia e a tomografia computadorizada nos casos de celulite de face.

Como Diagnosticar Celulite

Tratamento

Assim que percebido qualquer sintoma de celulite infecciosa é preciso procurar o quanto antes tratamento médico especializado através de dermatologista para orientação do tratamento e cuidados em gerais, esse procedimento é determinante para conter o avanço da infecção e impedir fatalidades como óbito das vítimas. O tratamento da doença é realizado através do uso de antibióticos, existem vários tipos que são utilizados dependendo do agente causador da celulite infecciosa, vejamos os principais:

Agente: bactéria do tipo estafilococos

Antibiótico: Dicloxacilina (geralmente), oxacilina (em casos graves) ou nafcilina (também em casos graves).

referência: Staphylococcus

Agente: bactéria do tipo estreptococos

Antibiótico: Penicilina por via oral (geralmente), a penicilina por via endovenosa com clindamicina (casos graves). Em caso de alergia a penicilina usa-se eritromicina (casos leves) e clindamicina (casos graves).

referência: Streptococcus

A imobilização do local e curativo úmido para aliviar as dores também são procedimentos que servem como auxílio ao tratamento.

Lilian Santana

Autora

Lilian Santana é formada em educação física e nutrição. Criou um blog para ajudar mulheres que enfrentam os mesmos problemas que ela já passou: os temíveis furinhos da celulite!



Escolhido Para Você

Adeus Celulite

3 comentários

  1. Isabelle

    Achei interessante , mas tenho uma pergunta . A celulite bacteriana e erisipela são a mesma doença ?

  2. janete cardoso de paula nunes

    ja a 5 anos trato de linfedema menbros inferiores .O tratamento é com penicilina de 21dias.Mas meu quadro de dorês agravou muito agora é nos braços.Percebo bolinhas nos braços todo e doi muito quando aperto e a dor esta sendo constante tenho todos sintomas dessa celulite bacteriana .Quais os exames que se fazem para dectar e qual especialista que deve consultar.Sou do SUS e a coisa mais dificil é ter tratamento e meus recursos são poucos mas que area da medicina devo procurar.

    • Daniela Heidi Santos

      Eu tive a Celulite Infecciosa, tomei vários antibióticos, todos me davam alergia, mesmo assim tomavam as doses durante 15 dias, só fui curada, quando deixei tomar o anticoncepcional, fui totalmente curada. Mas hoje tem sequelas na minha pernas, varias manchas, preciso de creme que saia essa mancha de pelo devido a infecção. Me ajude por favor um creme pra eliminar as manchas ou tratamento.

Comente!




*Campos obrigatórios